Cassino Economia

O que a economia brasileira ganha com a liberação dos cassinos

Divulgação/Reprodução

Na última semana, o “Diário do Rio” divulgou uma imagem que mostra um projeto para o novo cassino do Rio de Janeiro. O veículo de notícias, um dos mais importantes do Rio de Janeiro, afirma ter obtido o desenho com exclusividade.
O projeto do novo cassino do Rio, no Porto Maravilha, seria acoplado com um terminal de transatlânticos. Seria também incluído na estrutura um centro de convenções, arena, shopping, marina, jardins e hotel, onde seria posicionado o cassino.
Segundo o Diário do Rio, o local escolhido para o empreendimento seria uma nova onde o porto está desativado”.
O Diário do Rio não é novo a ideia de abrir um cassino na capital fluminense. O veículo já se posicionou abertamente favorável a abertura da estrutura na cidade. A mesma posição do atual prefeito Marcelo Crivella, do governador Wilson Witzel e do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, que é carioca. Segundo Maia, a abertura de cassinos no Brasil “dobraria o número de estrangeiros” que visitam o país e atrairia R$ 20 bilhões em arrecadação.
O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, também se disse favorável a permitir que cassinos possam operar integrados em resorts. O ministro salientou que o Brasil “não será diferente” dos países que já adotam esse modelo.
O assunto teria sido tratado até durante o encontro entre o presidente Jair Bolsonaro e o presidente dos EUA, Donald Trump, em Washington. Isso porque, segundo o portal de notícias carioca, o empresário norte-americano Sheldon Adelson, 84 anos, dono de vários cassinos em diversos países do mundo, estaria interessado no empreendimento. O investimento que Adelson promete para o cassino no Rio é de vários bilhões de dólares. E a perspectiva é que sejam criados 50 mil novos empregos. Adelson é um grande apoiador de Trump, e realizou grandes doações eleitorais para sua campanha de 2016.
Mas o que ganharia a cidade maravilhosa com a abertura de um cassino?
Alguns estudos mostram que a abertura de cassinos integrados a hotéis e a outras estruturas podem resultar na criação de 250 mil a 300 mil empregos. Além disso, essas estruturas gerariam uma arrecadação de até R$ 25 bilhões.
Os projetos em fase de discussão preveem a abertura de cassinos-resort e várias cidades do Brasil. No total, deveriam ser 32, distribuídos em todo o País.
Entretanto, para que isso ocorra o Congresso federal deveria rever a lei que proíbe o funcionamento de casas de jogos no Brasil. Uma lei de 1946, criada pelo então presidente Eurico Gaspar Dutra. Atualmente, há um projeto de liberação de casas de jogos na Câmara dos Deputados.
Até 1946, no Brasil estavam ativos 71 cassinos, que geravam mais de 53.000 empregos, além de garantir uma arrecadação de cerca de R$ 400 bilhões em impostos. A lei em fase de tramitação no Congresso poderia gerar 500 mil novos empregos.
Segundo os apoiadores da ideia, a abertura de cassinos poderia ajudar a solucionar o problema do baixo índice do turismo no Brasil. O País inteiro atrai menos turistas do que cidades como Paris ou Roma. Por isso, a abertura de cassinos poderia criar um nicho com grande potencial de atratividade, principalmente para turistas apostadores.
Enquanto o Legislativo discute sobre a liberação dos cassinos físicos, os cassinos virtuais continuam operando a todo vapor. Os sites de aposta atuam de forma licita, graças a uma brecha na lei que não proíbe que sites sediados em outros países atuem com jogos de aposta pela internet.
Entretanto, é preciso considerar que cassinos também podem ser fontes de problemas. O primeiro e mais importante é sem dúvida o risco de se tornar centrais de lavagem de dinheiro. Uma questão muito delicada, especialmente no Rio de Janeiro, onde é muito forte a presença de organizações criminosas e de narcotraficantes.
Todavia, em muitos países vizinhos os cassinos estão legalizados. É o caso de Punta del Este, badalado balneário do Uruguai, onde há luxuosos cassinos que fazem concorrência aos de Las Vegas. Assim como há cassinos na Argentina, em Buenos Aires – em um navio permanente atracado em Puerto Madero -, ou também em Viña del Mar, no Chile, onde o Cassino Municipal é uma das principais atrações da cidade.

Tópicos relacionados

Adicionar comentário

Clique aqui para postar um comentário

Agregalinks - O melhor agregador de links para blogs

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 2 outros assinantes